Imprimir esta página

Casa do Cubo

Classifique este item
(0 votos)

Situa-se em Boassas, junto à capela, estabelecendo o coroamento daquela que é sem dúvida a zona mais antiga e característica da aldeia - A ARRIBADA. Esta, por sua vez, é um curioso misto de habitações, viela e pátios, cuja estrutura, sem dúvida antiquíssima, parece ter as suas raízes nos arcaicos sistemas defensivos utilizados nas povoações castrejas.
Desenvolvendo-se em cascata, ao longo da encosta, os pequenos pátios sucedem-se em volta do arruamento principal. No centro um largo maior dá origem a duas pequenas vielas que por sua vez geram, cada uma, nova sucessão de habitações e pátios.
Uma vez fechados os outrora existentes portões de acesso de cada um destes caminhos, este núcleo ficaria completamente isolado, sendo ainda um complemento de defesa o cerramento de cada uma das portas dos pátios, designadas pelas gentes da aldeia por portas “furenhas” (fronhas?).
Este núcleo, graças a estas características e por ser o mais antigo, revela as origens remotas de Boassas, cujo nome aparece citado em documentos antiquíssimos, sob a designação de “Avoaças”, alguns datados inclusive de época anterior à nacionalidade.
Será de salientar que Boassas teve foral em 1253, concedido por D. Afonso III.
A “Casa do Cubo” encontra-se pois a encimar todo este conjunto, possuindo também ela elementos muito antigos que fazem sobressair uma herança, sem dúvida medieval. Outras se lhe sucedem, sobretudo de natureza barroca, sendo todo o edifício o resultado de uma sucessiva adição de elementos, com certeza fruto da necessidade de aumentar o espaço existente. No entanto, apesar de tudo isto, o conjunto aparece-nos extremamente coerente, proporcionado, ocasionando uma certa e curiosa rude graciosidade.

Lido 30618 vezes

Itens relacionados